Escritório Virtual ou Advocacia Digital Não Funciona sem…

advocacia-digital-escritorio-virtual.jpg

 

De vez em quando eu recebo uma solicitação de orçamento para criar um escritório virtual, advocacia digital ou escritório online para advogados. Então eu andei pesquisando e ví vários advogados falando desse assunto sem explicar direito como é que chegaram nesse ponto de ter uma advocacia online.

Pois bem, para explicar como eles chegaram neste ponto eu preciso explicar como funciona atualmente a jornada de compra de um serviço pela internet.

O Google lançou em Abril de 2015 um artigo em seu site “Think with Google” um artigo com o título: “A Revolução dos Micro-Momentos: como eles estão mudando as regras” (Links ao final do artigo).

A advocacia se encaixa dentro do micro-momento “Eu quero saber” pois as pessoas estão cada vez mais curiosas sobre seus direitos e deveres e pesquisam sobre o assunto na internet antes de definitivamente consultar “seu advogado”.

A jornada de contratação de um serviço como o de um advogado mudou e hoje para que o cliente feche um serviço com você ele precisa de ter pelo menos 7 pontos de contato durante a sua jornada de decisão de compra, abaixo eu coloco alguns desses pontos de contato no mundo digital e mundo real:

1 - Site do escritório
2 - Instagram
3 - Facebook
4 - Blog
5 - Youtube
6 - E-mail
7 - Ligação
8 - Bônus - Google meu negócio e Google Maps

Os hábitos das pessoas de pesquisar tudo que precisam através do smartphone está cada dia mais enraizado no cotidiano do brasileiro. E quanto antes você estiver presente nas mídias digitais, mais rápido você pode escalar a sua advocacia.

1 - Site do escritório

É o primeiro ponto de contato, mas para ele ser efetivo existem duas formas de levar as pessoas para ele: tráfego orgânico e tráfego pago.
O tráfego orgânico é difícil de ser alcançado portanto é mais barato, através de posts, textos bem elaborados, técnicas de SEO - Otimização para buscas é possível rankear nas primeiras páginas do Google. Mas a verdade tem que ser dita. Se você quer rankear seu site nas primeiras páginas apenas com um site estático ou institucional isso só será possível para buscas com termos bem específicos, como por exemplo o nome do seu escritório e a sua cidade.
O tráfego pago, que é muito polêmico pois a OAB ainda não definiu um consenso sobre isso, é a forma mais rápida de gerar tráfego para seu site, mas se o tráfego não for direcionado para uma página otimizada e bem elaborada com os devidos gatilhos mentais e chamadas para ação você vai estar gastando dinheiro á toa.

2 - Instagram

O local onde seu cliente em potencial passa mais de 2 horas por dia. É onde ele vai ver que seu escritório é atualizado e está antenado com as informações e notícias que podem ser do interesse dele. Onde o escritório ou o advogado vai poder compartilhar a sua rotina de trabalho e poder interagir com sua audiência.

3 - Facebook

A maior rede social do mundo. local de mais de 2 bilhões de pessoas. No Facebook as pessoas compartilham aquilo que elas consideram importante, comentam, curtem e recomendam produtos e serviços. Na rede social você pode também postar vídeos sobre determinados assuntos que gera valor para seu cliente e mostram o seu domínio sobre determinado assunto atraindo credibilidade e autoridade.

4 - Blog

É no blog que o inbound marketing ou marketing de conteúdo acontece. Cada artigo produzido por você é importante. Sugerimos artigos de no mínimo 1200 palavras e com 2% de palavras-chave em um contexto para que seja melhor indexado. Além de texto é importante colocar links internos, imagens, infográficos e vídeos. O blog é integrado ao site e deve ter a área de comentários e compartilhamento para que os visitantes possam interagir. É importante ter também seções de CTA - Call to action - Chamada para Ação, normalmente um botão para baixar um e-book ou ver um webinário sobre o assunto onde o lead em potencial deixará as suas informações, por exemplo: Nome e E-mail e poderá baixar ou assistir aquele conteúdo gratuito.

5 - Youtube

A segunda maior fonte de pesquisas na internet. Vídeos tutoriais, entrevistas, aulas e webinários são as melhores formas de mostrar para o seu público que você está por dentro de determinado assunto. Além disso as pessoas gostam de ver outras pessoas, para criar empatia, pessoas compram de pessoas. É necessário gravar videos, responder os comentários, interagir com sua audiência. Tudo vai precisar de ter um começo. É difícil gravar? Sim, mas com o tempo e a prática você consegue colocar na internet seus vídeos e atrair audiência para eles. O tempo médio mais assistido é entre 12 e 14 minutos, mas você pode começar com vídeos menores de 2 a 4 minutos.

6 - E-mail

Todo mundo tem, pois é a forma de cadastro em sites e aplicativos mais utilizada. Após capturar as informações das pessoas em seu blog você precisa nutrir estes leads, e a estar presente na caixa de entrada deles pelos menos uma vez por mês. Faça um resumo das principais notícias, envie um e-mail de atualizações, envie um link interessante, mas faça alguma coisa para estar na atenção dos seus clientes.

7 - Ligação

Isso mesmo, pessoas gostam de ouvir seus nomes falados por outros, é como um doce para seus ouvidos. Ligue para as pessoas, converse com elas, se interesse pelo problema delas e crie uma ligação com outro. Mostre que está disponível e atento às necessidades da pessoa. Nos tempos atuais aquele advogado que tira um tempo para ligar para seus clientes é tido como especial e raro. As pessoas se sentem importantes. Adicione em seu site um formulário do tipo: ME LIGUE e retorne a ligação para a pessoa o mais rápido possível. É possível adicionar neste formulário informações para filtrar aquilo que importante daquilo que é um mero aborrecimento, mas o importante é que a pessoa veja que seu escritório está interessado nela.

8 - Google Meu Negócio e Google Maps

É claro que o Google quer cada dia mais atrair para ele as pessoas pois ele ganha muito dinheiro com isso. Ter uma ficha do seu escritório no Google Meu Negócio é imprescindível para aparecer nas buscas e no mapa do Google. Além disso incentive seus clientes a postarem comentários e reviews sobre os seus serviços, pois com a Uberização das coisas, as pessoas seguem trilhas e rastros deixados na internet, e as estrelinhas são uns desses rastros.

Tá mas e agora, por onde eu começo?

Você deve se perguntar. É muita coisa mesmo, eu compreendo e até já tentei ajudar alguns clientes a trilhar essa jornada, mas eu sei como é a correria e prazos de um escritório de advocacia.
O ideal é começar do mais simples e ir crescendo aos poucos. Puxando a brasa para nossa sardinha, a criação de um site institucional com o blog é a nossa praia, criamos sites com o CMS Wordpress que é o mais funcional e mais flexível e que vai propiciar que seu escritório vá implementando aos poucos outras funcionalidades tais como: área do cliente, gestão de tarefas, trabalho remoto, ensino a distância EAD, landing pages, formulários de cadastro e atualização de dados, área de downloads, downloads de e-books, abertura de chamados, sistema financeiro e pagamento online, atendimento via chat, chat robô, relatórios e muito mais.
Além disso o site é o seu maior ativo(patrimônio) virtual, pois as redes sociais a qualquer momento acabam, veja o exemplo do Orkut, foi devorado pelo Facebook e o Google não conseguiu emplacar o Google Plus.

Se você já baixou a nossa proposta de criação do site e ainda não se decidiu veja os nossos vídeos, veja os posts no blog, acesse nossas redes sociais: Instagram, Youtube, Facebook, veja os depoimentos de nossos clientes e vamos agendar uma demonstração.

Quero entender melhor a sua necessidade e dar a melhor alternativa que trará resultados para cada caso.

Se você gostou compartilhe esse texto com outros amigos advogados e vamos construir uma advocacia de excelência juntos!

Grande abraço,
Adelí Mateus
CEO Advosite
Especialista em Marketing para Empresas e Profissionais Liberais.

 

Links de Referência:

https://www.thinkwithgoogle.com/intl/pt-br/marketing-resources/micro-momentos/how-micromoments-are-changing-rules/
Link para download do artigo em PDF: https://think.storage.googleapis.com/intl/ALL_br/docs/how-micromoments-are-changing-rules_articles_02.pdf

Vídeo: https://youtu.be/rkhsq4CsT9Y